Conheças os tipos de combustíveis mais populares no Brasil

A produção de combustível etanol movimenta milhões de dinheiros no mercado brasileiro, além de envolver várias etapas mercadológicas até o produto final. Além da colheita da cana de açúcar, o transporte dessa planta também é fundamental para garantir o escoamento da produção para diversas regiões do país.

Entretanto, o etanol não é a única opção disponível no mercado, sendo escolhida dependendo do veículo e da sua finalidade de uso. Para entender melhor esse mundo, o post de hoje vai falar sobre as diferenças entre os tipos de combustíveis e suas aplicações.

Gasolinas

Combustível mais consumido no Brasil, a gasolina também chamada de gasolina C tem como origem o petróleo, passando por vários processos, como por exemplo a destilação, etapa mais utilizada no país. Ela é advinda de uma mistura da gasolina pura com 27% de etanol anidro (álcool da cana-de-açúcar que não contém água). Além disso, a gasolina contém octanagem mínima de 87 IAD (índice antidetonante) e cor amarelada.

Outra gasolina também encontrada em postos de combustíveis é a aditivada, que assim como a comum, recebe adição de 27% de etanol anidro, porém acompanha detergentes e dispersantes em sua composição. Essas substâncias auxiliam na limpeza do motor e de bicos injetores, proporcionando maior vida útil ao motor. Além disso, é feita a soma de corante a gasolina aditivada para diferenciá-la da gasolina comum.

Existe ainda outra gasolina vendida no Brasil, a chamada gasolina premium. Esse tipo de combustível possui uma octanagem maior, de 95 IAD e menor adição de etanol anidro, na média de 2% a menos que a aditivada.

Etanol hidratado

O etanol é um combustível renovável feito a partir do etanol hidratado da cana de açúcar com 4% de água e passou a ser comercializado a partir de 1970, devido ao Programa Nacional do Álcool – Proalcool do Governo Federal.Esse tipo de combustível contém 100 IAD e tem possibilidade de se adicionar aditivos, porém dependente de cada marca.

O etanol hidratado é uma fonte renovável e possibilita menor agressão ao meio ambiente em comparação a gasolina ou ao diesel. Entretanto, o etanol tem consumo mais rápido, uma vez que seu poder calorífico é menor do que a da gasolina, por exemplo.

Diesel

O Diesel comum disponíveis em postos de combustíveis é de origem petrolífera e é composto por uma mistura de diesel ou tipo B, é o resultado da mistura de 9% de biodiesel vindo de óleos vegetais ou sebo de animais e diesel puro. Esse combustível tem composição de átomos de carbono, hidrogênio, e pequenas concentrações de enxofre, nitrogênio e oxigênio, o que torna o diesel extremamente inflamável.

Além do diesel normal, existe o diesel aditivado que recebe compostos para limpar e proteger o motor. Geralmente, esse tipo de combustível é usado em automóveis de grande porte, como caminhões e ônibus. Mesmo sua versão mais limpa chamada de S-10, com menor concentração de enxofre e menos poluente, o governo não permite sua comercialização em veículos por ser um risco a explosões.

Gás veicular

Combustível mais puro e seguro, o gás veicular é um combustível também econômico financeiramente, pois garante a vida útil do motor e evita gastos futuros. Composto quase que totalmente por gás metano (CH4), o gás veicular somente pode ser utilizado por carros com certificação de uso, devido a sua alta pressão. Dessa forma, seu uso ainda é baixo no país e requer atenção do motorista.

Tirou suas dúvidas sobre o combustível ideal para seu veículo? Aproveite e veja os demais conteúdos do blog.