Suspensão de pedágios para caminhoneiros é solicitado ao Ministro da Infraestrutura

90 dias. Foi este o prazo estabelecido em medida de caráter excepcional que se aplica às rodovias federais solicitada ao ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas para suspender a cobrança de pedágios para caminhoneiros que sejam autônomos e empresas. Foram mais de 500 empresas do setor de transporte de cargas que se mobilizaram para fazer essa solicitação. 

Essa iniciativa é parte de um movimento comandado pela Fretebras, uma plataforma online de transporte de cargas que tem por finalidade garantir condições melhores aos caminhoneiros em atividade, principalmente neste período de quarentena, que todos enfrentamos devido a pandemia do novo coronavírus.

Segundo o texto enviado ao ministro, as medidas devem contribuir para que haja uma redução de custos incorridos pelos transportadores, uma vez que o valor gasto com os pedágios representa até 45% do frete em alguma rotas. 

Mudanças em prol da categoria

O governo anunciou recentemente algumas medidas para ajudar esta categoria e entre essas novas ideias está a suspensão de pontos de pesagem em rodovias federais e também a prorrogação do vencimento do Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas, o RNTRC. Mas, neste documento em questão, os mobilizadores fizeram uma ressalva: são necessárias mais ações para que os profissionais possam continuar nas estradas e, consequentemente, garantam o abastecimento

O diretor de Operações da FreteBras disse que mesmo tendo algumas medidas tomadas, “estamos vendo uma queda considerável na quantidade de motoristas disponíveis em função da pandemia” e ainda continuam dizendo que sabem de todas as dificuldades que o momento apresenta para quem trabalha nas estradas e que o objetivo “é contribuir para que estes profissionais tão fundamentais possam voltar a circular”, finaliza.